Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Engenharia de Computação - Campus Pau dos Ferros

Eng_Computacao_Final_0

O perfil de egresso do curso de Engenharia de Computação da UFERSA Campus Pau dos Ferros é o mesmo definido pelos referenciais curriculares nacionais dos cursos de bacharelado e licenciatura, o qual é descrito a seguir:
O Bacharel em Engenharia de Computação ou Engenheiro de Computação atua na área de sistemas computacionais, seus respectivos equipamentos, programas e inter-relações. Em sua atividade, otimiza, planeja, projeta, especifica, adapta, instala, mantém e opera sistemas computacionais. Integra recursos físicos e lógicos necessários para o desenvolvimento de sistemas, equipamentos e dispositivos computacionais, tais como computadores, periféricos, equipamentos de rede, de telefonia celular, sistemas embarcados e equipamentos  eletrônicos microprocessados e microcontrolados. Coordena e supervisiona equipes de trabalho; realiza pesquisa científica e tecnológica e estudos de viabilidade técnico-econômica; executa e fiscaliza obras e serviços técnicos; efetua vistorias, perícias e avaliações, emitindo laudos e pareceres. Em sua atuação, considera a ética, a segurança e os impactos
socioambientais (2010, p. 40).
Em consonância com os referenciais citados, ao adotar esse perfil, o profissional formado pela UFERSA Campus Pau dos Ferros, terá competências e habilidades para atuar em setores de tecnologia da informação, empresas de telecomunicação, de planejamento e de desenvolvimento de equipamentos e sistemas computacionais, empresas de automação de processos industriais e computacionais, empresas e laboratórios de pesquisa científica e tecnológica ou em prestação de consultoria e/ou empresa própria. Diante disso, visando proporcionar uma formação que se adéqüe ao perfil descrito, o curso de Engenharia de Computação da UFERSA Campus Pau dos Ferros é composto pelos seguintes elementos, através dos quais o discente poderá adquirir as competências e habilidades necessárias à sua atuação profissional:
– Componentes curriculares obrigatórios: Componentes que abordam os temas exigidos pelos referenciais curriculares nacionais quanto à formação no curso de Engenharia de Computação e que possuem caráter teórico e prático;
– Componentes curriculares optativos: Componentes que abordam temas relacionados à Engenharia de Computação, visando permitir aos discentes aprofundar seus conhecimentos em áreas específicas do curso que sejam de seu interesse (assim como os componentes obrigatórios, os componentes optativos também possuem caráter teórico e prático);
– Atividades complementares: Atividades que estimulam a participação do discente em atividades de pesquisa, de extensão, de inovação tecnológica e/ou administrativas;
– Trabalho de Conclusão de Curso: Atividade que estimula a capacidade do discente de descrever e apresentar de forma organizada e estruturada conhecimentos adquiridos ao longo do curso que foram utilizados na resolução de um problema específico;
– Estágio Supervisionado: Atividade que estimula a atuação do discente em ambientes profissionais reais, no intuito permitir aos mesmos uma vivência e familiarização com as práticas adotadas nesses ambientes.

3 de dezembro de 2014. Visualizações: 441. Última modificação: 03/12/2014 14:48:46